De mãos dadas

Estou só e caminho. Chove e não sinto a chuva. Faz-se um grande vazio dentro de mim. Caminho descalça e não me ferem as pedras do caminho.

Estou na busca e importa caminhar.

Tenho pressa e essa caminhada só terá fim quando encontrar aquilo que busco. Procuro alguém para seguir comigo, ao longo da vida, de mãos dadas.

Então, a vida terá sentido! De mãos dadas, as forças se unem contra os reveses do mundo, as portas se abrem e o céu sorri.

Minha fé na vida está a dizer que não caminharei por muito mais tempo. Logo encontrarei alguém especial, que também me busca com a mesma ânsia, para, juntos, de mãos dadas, realizarmos nossa missão de amor.

E nesse mágico encontro estabelecer-se-á a corrente magnética que nos fará deuses.

Maria Ilda

Bom dia, amigos alfarrábios!

Esse foi o texto da nossa amiga Maria Ilda. Espero que tenham gostado. Se quiserem ter textos publicados aqui, enviem para joycef_oliveira@yahoo.com.br

Abraços literários,

Joyce

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: